All posts by anageasite

22.08.2009 – Comunicado Oficial

anagea-logo1Prezados Senhores e Senhoras
Membros da ANAGEA

Mais uma vez reporto-me aos membros da ANAGEA como representante legal. Para mim é uma honra ocupar tal posição. Seis meses se passaram desde minha solicitação de licença para tratar de assuntos pessoais e, nesse período, muito a associação evoluiu.
Como declarei em minha fala de reassunção, estive licenciado mas não alheio aos interesses da ANAGEA nem dos G’As, estive afastado do cargo de Presidente mas nunca deixei de ser membro atuante desta associação, das causas que ela defende e de seus princípios éticos e morais. O debate é inerente em qualquer relação humana e assim continuará pelo resto de nossa existência como seres humanos. Admiro aqueles que se dedicam, seja por interesse pessoal ou coletivo na defesa de qualquer posição, afinal, antes de ser coletivo todo interesse é pessoal, não estaria aqui nesse momento se esta causa não me representasse satisfação , as conquistas do coletivo representam para mim uma vitória pessoal.
Neste ano e meio de existência, de lutas e aprendizado evoluímos individualmente e, por conseguinte, como membros de uma associação, também coletivamente. Hoje, a ANAGEA tem um corpo maduro, coeso e ciente de suas obrigações e responsabilidades para com aqueles que representa. Não nos dedicamos a este trabalho por acaso, a conjuntura mundial e, particularmente a brasileira, exige nosso empenho.
O processo de amadurecimento é doloroso, o debate, muitas vezes pode transformar-se em frustração pela falta de hábito ou costume de acomodar interesses de uma maioria.
e assim acontece também com as “coisas” do meio ambiente, causa que por fim defendemos. Ideia ou sistema?
Não temos o direito de confundir o que defendemos, antes de tudo temos um dever para com o profissional de Gestão Ambiental, com as expectativas daqueles que ainda se encontram na academia e mesmo com aqueles que já desistiram do “meio ambiente”.por ausência de outras ANAGEAs .
Esse meu retorno, longe de representar alteração de rota, representa a solidificação das conquistas institucionais abrilhantadas pelo empenho de cada um dos diretores. O processo de institucionalização deve ocorrer, afinal a ANAGEAé uma Instituição e não extensão de nossos interesses pessoais ou nosso extinto que ao longo dessa jornada fomos dilapidando. Temos , hoje, membros mais maduros do que quando começamos, eu mesmo muito aprendi e agradeço a cada um de vocês que, nesse momento, lêem essa carta. A ANAGEA deve adotar uma atitude profissional, um método de trabalho e um rigoroso processo de sistematização para que seu alcance seja maior e de crédito. Cada diretoria deve ter uma maior autonomia dentro dos princípios institucionais. Quando falo como membro da ANAGEA falo por ela e por meio dela, portanto, a ANAGEA deve ser nosso princípio e fim e, nesse tocante, o processo que iniciaremos nesta segunda fase ira trazer benefícios a todos, visto que nosso interesse é a instituição.
Sei que conto com o apoio de todos. Alguns, sequer votam, mas nem por isso deixaram de estar presentes em cada reunião, em cada esquina, em cada viagem ou pedágio. A ANAGEA não é apenas o Presidente, é cada membro que há um ano e meio vem colaborando e participando, cada universidade que nos apóia, cada associado que confia em nossos princípios e ética.
Por fim, antes de propagar uma idéia de modo consistente, deve sistematizar essas idéias , não há idéia frouxa, isolada, uma idéia é um conjunto de princípios articulados, muitas linhas de raciocínio que estamos transformando em corda
forte.

leourbiniEssa é a ANAGEA, conhecida em todo Brasil desde sua primeira reunião de intenção, graças a preocupação com a transparência e publicidade sempre presente em seus procedimentos e isso de forma nenhuma a torna frágil, pelo contrário.
Conto com todos vocês nessa jornada como sempre contei.

Atenciosamente
Léo Urbini
Presidente ANAGEA

01.06.2009 – ANAGEA na Semana do Meio Ambiente 2009

À mesa: José Ramos Dir. Inst. ANAGEA, Alexandre Robim Pres. ANAGEA, Prof. Carlos Eduardo Mattos Coord. Curso de G.A. UNIFEV - Votuporanga e Hugo D'angelo - 1º Secretário ANAGEA
À mesa: José Ramos Dir. Inst. ANAGEA, Alexandre Robim Pres. ANAGEA, Prof. Carlos Eduardo Mattos Coord. Curso de G.A. UNIFEV – Votuporanga e Hugo D’angelo – 1º Secretário ANAGEA

Após abrir a Semana de Meio Ambiente da Universidade de Sorocaba (UNISO) no dia 01 de junho de 2009, que contou com a participação de alunos do curso de tecnologia em gestão ambiental, engenharia ambiental, engenharia da produção e tecnologia em logística, os membros diretores liderado pelo Presidente Int. Alexandre Robim, Diretor Institucional José Ramos de Carvalho, 1º Secretário Hugo D’ Ângelo e o Diretor de Formação Política Sócio-ambiental Emerson Luiz do Nascimento iniciaram uma viagem que cortou o Estado de São Paulo rumo a Cidade de Cuiabá no Estado do Mato Grosso – mas antes fizeram uma parada para apresentar a ANAGEA aos alunos do curso de tecnologia do Centro Universitário de Votuporanga (UNIFEV), para falar sobre as questões que envolvem a carreira como a regulamentação profissional, o mercado de trabalho e o registro profissional, além de estudar a futura fundação de uma sede da associação naquela região.

Presidente Alexandre Robim discursando em Votuporanga, com os membros responsáveis pela visita a Capela do Alto no slide ao fundo
Presidente Alexandre Robim discursando em Votuporanga, com os membros responsáveis pela visita a Capela do Alto no slide ao fundo

Seguindo caminho em um percurso com mais de 1.600 km, os gestores ambientais puderam observar aspectos importantes da paisagem brasileira a partir da cidade de São Paulo, com um panorama urbano de uma megalópole, seguida pela paisagem da zona de transição de Mata Atlântica para o Cerrado em Sorocaba e da bela Serra do Japi em Jundiaí, até os grandes sertões dos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, hoje quase todo ocupado pela monocultura da soja, milho, cana-de-açúcar e algodão, além do rebanho bovino.

Finalmente chegando a Cuiabá onde o 1º vice presidente Fransueldo Pereira se juntou ao grupo, também falaram aos alunos de gestão ambiental e técnicos em meio ambiente do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Mato Grosso das questões pertinentes a profissão e arregimentando mais membros para o movimento.

A viagem teve também como objetivo uma visita a Fazenda Buriti, localizada no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães à 50 km de Cuiabá com a intenção de estudar uma parceria entre a ANAGEA e a Fundação Buriti presidida pelo Pr. José Henrique Cordeiro, para desenvolver projetos de ecoturismo voltado a profissionais e estudantes da área ambiental interessados em pesquisar o bioma Cerrado e suas belezas.

Fica aqui os nossos agradecimentos ao Prof. Carlos Eduardo de Mattos – coordenador do curso de gestão ambiental da UNIFEV (Votuporanga), e também ao Prof. Marcelo, coordenador do curso de gestão ambiental do IFTMT, ao colega Renato Cerqueira e os alunos das universidades visitadas, e um agradecimento especial ao Pr. Henrique que nos recebeu com grande carinho na Fazenda Buriti.

21.04.2009 – Publicação Oficial 001/2009

Atendendo a pedido, fica aprovada pela diretoria executiva em reunião extraordinária e registrada em ata de número 01/2009 de reuniões extraordinárias, o afastamento de três meses, prorrogáveis por mais três meses a partir da data da solicitação do Presidente da ANAGEA Leo Urbini, por motivos profissionais, conforme ofício número 001/09 da presidência.
Também ficou decidido na mesma reunião, que o Sr. Alexandre Robim 1º Vice Presidente assumirá o cargo de presidente enquanto perdurar o afastamento e o Sr. Fransueldo Pereira 2º Vice Presidente assume a 1ª Vice Presidência.

Data da solicitação: 18 de fevereiro de 2009.
Data da Publicação: Sorocaba 21 de abril de 2009.

Hugo D’Angelo
1º Secretario ANAGEA

João Paulo Rodrigues
Diretor de Comunicação e Imprensa ANAGEA

12.02.2009 – Parceria entre CIESP e Cetesb

Foi estabelecido, no último dia 12/02, em Sorocaba, interior de São Paulo, uma parceria inédita entre CIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e Cetesb (Companhia Estadual de Tecnologia de Saneamento Básico) com o objetivo de aproximar o setor industrial do que seria ideal para melhor uso dos recursos naturais, assim como com o auxílio a redução de seus impactos ambientais.

Paulo Mendonça, professor do curso de Tecnologia em Gestão Ambiental da UNISO em Sorocaba e Diretor de Meio Ambiente da CIESP/Sorocaba, explica melhor essa parceria: “O projeto tem como alvo os micros e pequenos empresários que, por falta de auxílio e informação, tem “medo” da Cetesb.

O objetivo, então, é quebrar este paradigma. Muitas vezes é a desinformação que gera a ilegalidade, e não a má índole”. – diz o professor. “Inicialmente o projeto irá abranger empresas de 45 cidades da região devidamente credenciadas na FIESP.

Um treinamento será dado pela Cetesb aos estudantes que serão selecionados para a função, funções estas perfeitamente preenchidas pelos Gestores Ambientais”. – completa.

Conforme disse o professor, posteriormente este convênio será firmado também com a Prefeitura da cidade e também com a Ciesp. A cidade de Sorocaba é pioneira neste projeto dando um importante passo relacionado a área de meio ambiente na cidade, servindo de modelo e possibilitando, futuramente, estender esta mesma parceria em âmbito estadual.

06.03.2009 – ANAGEA em Jundiaí

Membros da ANAGEA com alunos do curso
Membros da ANAGEA com alunos do curso

Nesse último final de semana os Diretores da ANAGEA, 1º Vice Pres. Alexandre Robim, 2º Vice Pres. Fransueldo Pereira, Dir. Comunicação e Imprensa João Paulo Rodrigues, 1º Secretário Hugo D’ Angelo, o Dir. de Relações do Trabalho Luiz de Deus Tavarez, Dir. de Form. Politica Socio Ambiental Emerson Luiz do Nascimento, estiveram na cidade de Jundiaí-SP em visita a Faculdade de Tecnologia Prof.º Luiz Rosa, onde foram recepcionados por um grupo de alunos do curso de gestão ambiental Cristiane Puga, Stefan Richard S. Bontus, José Bento Cândido e o coordenador do curso e secretário de obras do municipio, Sinésio Scarabello Filho.
Os membros da ANAGEA apresentaram os trabalhos realizados pela associação em seu primeiro ano de formação, ouviram as dúvidas dos alunos quanto a o mercado de trabalho e a questão do processo de regulamentação da profissão que está tramitando no Congresso Nacional.
Também foi discutido a instalação de uma regional da ANAGEA naquele município, que compreende o Comitê de Bacias do PCJ (Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) e que possuem diversas Universidades com o curso de gestão ambiental. A formação de uma regional tem o objetivo de tratar mais de perto os problemas enfrentados pelo gestor ambiental local.

31.05.2008 – ANAGEA realiza 1º Seminário de Regulamentação e Conselho Profissional

1seminario d anagea

I Seminário ANAGEA sobre “Regulamentação e Conselho Profissional”, realizado no sábado último dia 31/5/2008, indica, com o êxito deste empreendimento, que o rumo adotado pela Associação Nacional dos Gestores Ambientais (ANAGEA) atende as expectativas de acadêmicos, profissionais e instituições de ensino superior . Não nos consta que, em algum momento da história recente de nosso país, 6 (seis) grandes instituições de ensino superior tenham se reunido para discutir o exercício profissional de seus alunos e ex-alunos. Esse é um grande feito. Recebemos manifestações de apoio de inúmeras instituições de ensino superior e de centenas de profissionais e acadêmicos de todas as regiões do Brasil.
O objetivo maior da ANAGEA, a participação e democratização da informação foi alcançado. Agradecemos à UNICID (Universidade Cidade de São Paulo ) e a sua representante, Profª. Débora Regina Machado Silva, coordenadora do curso de Gestão Ambiental, pela receptividade calorosa, às instituições de ensino presentes e seus respectivos representantes, coordenadores de curso; UNISO (Universidade de Sorocaba) Profº. Nobel Penteado de Freitas; Instituto Mauá de Tecnologia (São Caetano- Mauá) Profº. Cid Nardy; Ceunsp (Salto) Profº Hélio Rubens Jacinto Pereira Junior; Unimesp – Guarulhos, Profª. Roseli Cristina Barbosa Pozzo; Unifev (Votuporanga) Profº Carlos Eduardo Matos. O evento contou ainda com a presença do Presidente do Sindicato dos Tecnólogos do estado de São Paulo, Profº Décio Moreira, FATEC-SP e do Vereador Jesse Loures do PV (Sorocaba) também membro da ANAGEA.
Em breve divulgaremos o resultado do encontro, bem como encaminharemos a todos os coordenadores do curso de GA de todas universidades convidadas este documento.

1seminarioanageaA ANAGEA cumpre seu primeiro compromisso assumido durante o processo de articulação e fundação,
promover a participação e integração de todos os Gestores Ambientais, acadêmicos ou profissionais.
Agradece àqueles que estiveram presentes ao evento e, àqueles que, pela distância ou por outras razões se ausentaram e estão no aguardo do resultado. Vamos criar uma rede de representantes de universidades, coordenadores de curso de GA cujo conhecimento e capacidade devem transpor os muros da academia num grande encontro nacional. Pela satisfação e alegria que estes Mestres demonstraram por estar ali, trocando informações e debatendo sobre sua missão, não será nada difícil. Vamos integrar a carreira, a transversalidade há de convergir conservando sua especificidade.
Agradecemos ainda à Ambientebrasil e a Orion Ambiental por divulgarem nossas iniciativas e eventos.

Até breve!
Léo Urbini
Presidente ANAGEA

13.05.2008 – I SEMINÁRIO ANAGEA – “Regulamentação e Conselho Profissional”

A ANAGEA em parceria com a UNICID(Universidade Cidade de São Paulo), realizará no dia 31 de maio de 2008, à partir das 9 horasda manhã, o “I Seminário ANAGEA” com o tema “Regulamentação e Conselho Profissional”.
Tem como objetivo reunir coordenadores e docentes do curso de Gestão Ambiental (Graduação) para traçar o perfil profissional dos egressos deste curso. À partir da definição do MEC, no que diz respeito a atribuições e perfil, esses coordenadores e docentes terão subsídios para discutir e elaborar um documento inicial que, posteriormente, será levado aos Gestores Ambientais.
Será discutido e avaliado para que tenhamos um parecer consensual da classe para que possamos dar inicio ao processo de reconhecimento, regulamentação e criação do conselho profissional, além de tomar as providências no que diz respeito a ações junto à Câmara dos Deputados reinvindicando as alterações pertinentes nos projetos de lei em tramitação.
A presença dos coordenadores e docentes é de fundamental importância visto que, são mestres e doutores, conhecedores da problemática e atuantes no segmento de multiplicação de conhecimentos, além de conhecerem profundamente os egressos do curso, podendo contribuir de modo significativo neste processo.

I SEMINÁRIO ANAGEA “REGULAMENTAÇÃO E CONSELHO PROFISSIONAL.
Este problema também é seu!

Léo Urbini
Presidente ANAGEA

IMPORTANTE: O cadastro será feito na hora do evento. Informações sobre hospedagem e transportes de aeroporto e rodovias até o local, entrar em contato com Profº Eduardo Rosa pelo telefone (011) 2025.5486 / (011) 7141.0055 ou pelo email educaturis@educaturis.com

16.02.2008 – Fundada a Associação Nacional dos Gestores Ambientais – ANAGEA

fundacao-anagea
Fundação ANAGEA

O dia 16 de fevereiro de 2008 tornou-se uma data histórica.
Foi fundada, à Rua Tabatinguera, 192, no centro da cidade de São Paulo, a ANAGEA – Associação Nacional dos Gestores Ambientais.
O evento contou com 63 participantes vindos de diversas cidades do Estado de São Paulo, Sorocaba, Votorantim, Salto, Mairiporã, Campinas, Guaratinguetá, São Caetano, entre outras.

A reunião foi presidida e iniciada pelo representante do Comitê Eleitoral, Sr. José Francisco Ribeiro Neto, que congratulou a iniciativa e firmou seus apoios aos assuntos relevantes ao objetivo da Associação.
Em seguida, o segundo vice-presidente da ANAGEA, o Sr. Fransueldo Pereira da Silva, expôs as origens e os objetivos da Associação, dando exemplos de problemas ambientais, desde referente ao Poder Público quanto a sociedade, onde o gestor tem papel fundamental e aptidão profissional para criar alternativas que mitiguem seus impactos ambientais.
Após, o advogado Sr. Dr. Luis Carlos Laurindo, que auxiliou a associação em sua gestação, destacou a importância de iniciativas pioneiras dentro do processo de consolidação das profissões emergentes, estimulando os presentes com suas sábias palavras de incentivo.Fundacao da Anagea 2008
O evento contou com a presença do vereador Jessé Loures, do PV de Sorocaba, e calouro da turma 2008 do curso de Tecnologia em Gestão Ambiental.
Na seqüência, o vice-presidente da ANAGEA, o Sr. Alexandre Robim, destacou a criação dos cursos acadêmicos de Gestão Ambiental para atender as necessidades do País e a importância da luta pela regulamentação da profissão, pois o mercado de trabalho ainda não conhece o Gestor Ambiental. O papel da Associação, entre outras coisas, é justamente o de divulgar a profissão e lutar pelo espaço do gestor, deixando clara as suas devidas funções e habilidades.
Depois foi a vez do Presidente da ANAGEA, o Sr. Leo Urbini, expor os objetivos pragmáticos da Associação, onde ressaltou a importância da identidade ideológica do Gestor Ambiental na sociedade e as emendas sugeridas ao Projeto de Lei que regulamenta a profissão de ambientalista e cria o Conselho Brasileiro de Ambientalismo (COBAM).

fundacao anagea2008

A ANAGEA tem como função principal canalizar todas as necessidades e ensejos do profissional de Gestão Ambiental numa única voz, forte, ativa e influente, exigindo o reconhecimento da profissão e lutando pelos interesses que se fazem necessários a todos os profissionais desta área.

___________________________________________

João Paulo Rodrigues, Diretor de Comunicação e Imprensa da ANAGEA

21.05.12 – ANAGEA na Semana de Meio Ambiente da UNISO

Momento da entrega do título de membro benemérito

No dia 21 de maio, segunda-feira, a ANAGEA juntamente com o Centro Acadêmico de Gestão Ambiental  promoveram a abertura oficial da Semana de Meio Ambiente 2012 da Universidade de Sorocaba – UNISO. Cerca de 200 estudantes de Gestão e Engenharia Ambiental compareceram ao evento, que contou com a presença de autoridades locais e também do Deputado Federal Arnaldo Jardim, com a palestra principal do dia com o tema “Economia Verde rumo a Rio + 20”.

Arnaldo Jardim é um dos relatores da Política Nacional de Resíduos Sólidos e autor, em parceria com a ANAGEA, do Projeto de Lei 2664/11, que Regulamenta a Profissão de Gestor Ambiental.
Logo no começo do evento, a ANAGEA concedeu uma homenagem ao deputado e também ao ex-deputado federal e ex-prefeito de Sorocaba, Renato Fauvel Amary, que vem dando seu apoio a Associação deste sua fundação, com a concessão do título de membro benemérito da ANAGEA. Após receber os efusivos agradecimentos, o deputado deu início a palestra falando da importância do profissional da área ambiental e os benefícios que trará ao Brasil a aprovação do projeto de lei que regulamenta o gestor ambiental. Falou também da  iniciativa da ANAGEA em criar o Abaixo Assinado para a regulamentação da profissão, que já conta com mais de 6 mil assinaturas. Disse ainda que é preciso o envolvimento de todos os interessados para que o projeto seja aprovado.
Abordou os paradoxos existentes entre obesidade e desnutrição, a importância da eficiência energética e economia verde e também a real possibilidade da Rio + 20 fortalecer  o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente – PNUMA, órgão da ONU.
A palestra contou com diversas informações relevantes sobre o Protocolo de Kyoto, a diferença brutal entre a renda per capta americana com a brasileira, e desta com outros países em desenvolvimento como China e Índia e a confirmação, até o momento, da presença de 116 chefes de estados na Rio + 20.
Fez referências interessantes sobre a importância do ano de 1968, que foi a consolidação dos Beatles no mundo, logo após o lançamento do incrível álbum Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band, que mudou pra sempre a história da música. Também o ano em que as mulheres foram as ruas exigindo seus direitos, época em que surge o movimento hippie e as primeiras manifestações do movimento ambiental.
O evento contou com a presença de comissões da ANAGEA de Rio Claro, de São Paulo e também do Acre, com a presença do professor de Geografia Física, Lúcio Flávio Zancanela, acompanhado dos alunos Abias Nascimento e Alder Jarede, que estudam na IFAC em Xapuri, onde nasceu Chico Mendes, cidade histórica da luta do movimento ambiental. Foram muito bem recepcionados pelos alunos da universidade e aplaudidos em suas apresentações.
Gostaríamos de agradecer a todos os envolvidos que possibilitaram o sucesso do evento: Nobel Freitas, professor e Coordenador do Curso de Gestão Ambiental da UNISO, ao pessoal do Centro Acadêmico de Gestão e Engenharia Ambiental e também do Diretório Central dos Estudantes – DCE da UNISO.

Confira mais fotos do evento em nossa página no Facebook.

Léo Urbini, Minoru Furuya (vice pres. ANAGEA), Renato Amary, Jair Vieira (pres. CATGA), Alexandre Robim (pres. ANAGEA), Arnaldo Jardim, Hugo D'Angelo (1º secretário ANAGEA), João Paulo (Dir. de Com. e Imp. ANAGEA) e Felipe Gonçalves (membro da ANAGEA)
Léo Urbini, Minoru Furuya (vice pres. ANAGEA), Renato Amary, Jair Vieira (pres. CATGA), Alexandre Robim (pres. ANAGEA), Arnaldo Jardim, Hugo D’Angelo (1º secretário ANAGEA), João Paulo (Dir. de Com. e Imp. ANAGEA) e Felipe Gonçalves (membro da ANAGEA)

 

Alunos de Gestão Ambiental Abias Nascimento, Alder Jarede e Prof. Lúcio Flávio Zancanela, da ANAGEA Acre, junto aos membros da ANAGEA Paulista Gérson Fernandes, Nobel Freitas e Felipe Gonçalves
Alunos de Gestão Ambiental Abias Nascimento, Alder Jarede e Prof. Lúcio Flávio Zancanela, da ANAGEA Acre, junto aos membros da ANAGEA Paulista Gérson Fernandes, Nobel Freitas e Felipe Gonçalves

Texto e fotos: João Paulo Rodrigues

21.06.13 – ANAGEA reúne-se com relator do PL 2664/11 e discute proposta que regulamenta profissão de gestor ambiental

Gerson Eli Fernandes, Juliano Jorge Cucolo, deputado federal Walter Ihoshi, Alexandre Robim, Minoru Furuya e Léo Urbini
Gerson Eli Fernandes, Juliano Jorge Cucolo, deputado federal Walter Ihoshi, Alexandre Robim, Minoru Furuya e Léo Urbini

No dia 21 de junho de 2013, os membros da ANAGEA Alexandre Robim (Presidente), Minory Furuya (Vice-presidente), Gerson Eli Fernandes (Tesoureiro), Juliano Jorge Cucolo (Conselho Deliberativo e Fiscal) e Léo Urbini, (Ex-presidente da ANAGEA), foram recebidos pelo deputado federal Walter Ihoshi (PSD) em seu gabinete na cidade de São Paulo.
Walter Ihoshi é o atual relator do Projeto de Lei 2664/11, de autoria do Dep. Federal Arnaldo Jardim. Atualmente a Câmara analisa o projeto, que regulamenta a profissão de gestor ambiental, que tramita hoje na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP ).
A proposta determina que o gestor ambiental deverá ter diploma de graduação em gestão ambiental, mas garante o direito dos profissionais que já atuem na área na data da publicação da lei.
O gestor ambiental também será responsável por educação ambiental, gestão de resíduos, assessoria ambiental, recuperação de áreas degradadas, planos de manejo e avaliação ambiental, entre outros.
Para o deputado Walter Ihoshi, a regulamentação da profissão é bastante polêmica e necessitará de muita mobilização dos gestores para sua aprovação junto às Comissões.
A participação conjunta dos Gestores Ambientais de todo o Brasil é imprescindível neste momento único. O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público e Constituição e Justiça e de Cidadania. “Caráter conclusivo” é o rito de tramitação pelo qual o projeto não precisa ser votado pelo Plenário, apenas pelas comissões designadas para analisá-lo. O projeto perderá esse caráter em duas situações: – se houver parecer divergente entre as comissões (rejeição por uma, aprovação por outra); – se, depois de aprovado ou rejeitado pelas comissões, houver recurso contra esse rito assinado por 51 deputados (10% do total). Nos dois casos, o projeto precisará ser votado pelo Plenário.
Para isso neste momento precisamos nos organizar para mostrar a força dos gestores ambientais e os benefícios que a aprovação desse PL trará para a classe e também para o país. Nosso objetivo é alcançar o número de 15 mil assinaturas no abaixo assinado para ser entregue na Comissão.
Clique aqui e assine!
Precisamos da sua ajuda para assinar e compartilhar o abaixo assinado. Qualquer pessoa pode assiná-lo já que a aprovação do PL trará benefícios a toda a sociedade.

Além disso, mas não menos importante, será preciso nos manifestar junto aos deputados que fazem parte da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP), no qual o PL atualmente tramita.
Temos visto recentemente no país que os movimentos organizados através da internet para cobrar resoluções políticas têm alcançado resultados satisfatórios. A união de pessoas com o mesmo ideal é fundamental para fazer as mudanças necessárias no processo democrático. Devemos, uma vez mais, exigir o direito de nossa classe contribuir para um Brasil melhor.
Copie o texto abaixo (apenas acrescentando seu nome) e envie ao email de todos os deputados da lista abaixo (copie e cole todos eles no campo CCO – “Com Cópia Oculta” do seu email), que fazem parte da comissão que votará o PL.
Peça para que seus colegas, familiares e demais gestores ambientais façam o mesmo.

Assunto:

[IMPORTANTE] Projeto de Lei 2664/11

Texto:

“Exmo Deputado,
Venho por meio deste solicitar seu parecer favorável ao PL 2664/11, proposta que visa regulamentar a profissão de Gestão Ambiental que atualmente tramita na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público ( CTASP).
O Gestor Ambiental é responsável entre outras atividades, pela elaboração de políticas ambientais, gestão de resíduos, assessoria ambiental, pareceres e projetos ambientais entre outros.
Sabendo de sua visão abrangente sobre a importância do assunto, agradeço a disposição.
Att.
SEU NOME
Gestor Ambiental”

Lista de emails dos deputados que fazem parte da comissão:

dep.alexcanziani@camara.leg.br; dep.alexandreroso@camara.leg.br;

dep.aliceportugal@camara.leg.br; dep.andreiazito@camara.leg.br;

 dep.andrefigueiredo@camara.leg.br; dep.armandovergilio@camara.leg.br;

dep.assismelo@camara.leg.br; dep.augustocoutinho@camara.leg.br;

dep.chicolopes@camara.leg.br; dep.dalvafigueiredo@camara.leg.br;

 dep.danielalmeida@camara.leg.br; dep.dr.grilo@camara.leg.br;

dep.eudesxavier@camara.leg.br; dep.flaviamorais@camara.leg.br;

dep.franciscochagas@camara.leg.br; dep.fatimapelaes@camara.leg.br;

dep.goretepereira@camara.leg.br; dep.isaiassilvestre@camara.leg.br;

dep.jorgecortereal@camara.leg.br; dep.jovairarantes@camara.leg.br;

dep.joaobittar@camara.leg.br; dep.laerciooliveira@camara.leg.br;

dep.leonardoquintao@camara.leg.br; dep.lucianocastro@camara.leg.br;

 dep.luizfernandofaria@camara.leg.br; dep.manoelsalviano@camara.leg.br;

 dep.paulorubemsantiago@camara.leg.br; dep.policarpo@camara.leg.br;

 dep.robertosantiago@camara.leg.br; dep.ronaldonogueira@camara.leg.br;

dep.sabinocastelobranco@camara.leg.br; dep.sandromabel@camara.leg.br;

dep.sebastiaobalarocha@camara.leg.br; dep.sergiozveiter@camara.leg.br;

 dep.silviocosta@camara.leg.br; dep.vicentinho@camara.leg.br;

 dep.walneyrocha@camara.leg.br; dep.walterihoshi@camara.leg.br

Sabemos o quanto isso é importante neste momento. Contamos com a sua ajuda para alcançarmos esse grande objetivo e trazer luz ao profissional de gestão ambiental, que têm conhecimento amplo e plena capacidade de contribuir no progresso sustentável do país.