Logotipo
  • 21 96499-7191
  • anagea@anagea.org.br
  • São Paulo São Paulo
Destaques
4 maneiras de lidar com seus eletrônicos para preservar o meio ambiente

Veja dicas para tomar decisões conscientes em relação ao lixo eletrônico

Lidar de maneira correta com os eletrônicos pode ser uma boa ação para preservar o meio ambiente. Descartar os dispositivos adequadamente, por exemplo, pode evitar impactos à natureza, já que os aparelhos podem liberar metais pesados no solo, contaminando os lençóis freáticos, rios, fauna e flora.

1. Você precisa mesmo desse dispositivo?

Na hora de comprar algum dispositivo eletrônico é importante lembrar do item primário na política dos 5 R’s da sustentabilidade: repensar. Reavaliar se o produto é realmente adequado, completo e indispensável é uma maneira de contribuir com o meio ambiente e também para economizar dinheiro.

É comum comprar um eletrônico e depois descobrir que outro produto similar se adequaria melhor às suas necessidades. Em casos como este, vale pesquisar bastante antes de realizar a compra e até mesmo se cadastrar nas lojas para acompanhar o lançamento de novos aparelhos que podem ser melhores à necessidade do usuário.

2. Hora da compra: avalie como o artigo é produzido

Escolher eletrônicos feitos de materiais reciclados ou que possuem selos que comprovam que o produto é menos poluente pode reduzir os impactos ambientais. Um exemplo de tecnologia sustentável é o controle remoto Solar Cell, da Samsung, que é produzido com 24% de materiais reciclados e faz sua recarga pelo contato com a luz do sol, dispensando o uso de pilhas e baterias.

Para além do material de fabricação, também é importante verificar o gasto de energia do aparelho, a utilização de materiais tóxicos em sua composição e processos de manufatura. Além disso, o usuário ainda pode avaliar a possibilidade de reciclagem do dispositivo.

3. Antes de descartar, pense em doar

Uma boa prática para evitar o lixo eletrônico é avaliar se é possível doar o aparelho antes de descartá-lo. Caso o dispositivo não apresente grandes defeitos de funcionalidade, os produtos usados podem ser doados. O eletrônico pode ser destinado a instituições de caridade ou para pessoas em situação de vulnerabilidade social, por exemplo. É possível pesquisar por organizações que aceitam doações ou anunciar o aparelho em grupos nas redes sociais.

Outra possibilidade é entrar em contato com empresas que utilizam partes de eletrônicos quebrados para gerar novos dispositivos. A Recicladora Urbana, por exemplo, usa as doações recebidas para montar novos equipamentos que são vendidos para organizações sem fins lucrativos com preços até 50% mais baixos que os produtos novos.

4. Ao descartar, faça da maneira certa

Eletrônicos possuem uma série de componentes que podem ser reutilizados na produção de outros dispositivos, economizando tempo, energia e recursos naturais. Por isso, descartar corretamente aparelhos antigos é essencial para um possível reuso de algumas peças e para evitar contaminações do meio ambiente.

No Brasil, é possível encontrar pontos de coleta de lixos eletrônicos de maneira simples e rápida, bastando realizar uma busca rápida na internet ou até mesmo uma ligação aos órgãos oficiais de cada município. Em algumas cidades, uma outra alternativa é buscar grandes lojas de produtos eletrônicos, como lojas de operadoras redes de varejo. Além disso, é possível entrar em contato com as fabricantes do dispositivo para se informar melhor sobre pontos de coleta e descarte.

Por Nalu Dias, para o TechTudo
 

Fonte : techtudo

Clips Noticias Categorias

Logotipo
Endereço
  • Largo Sete de Setembro-52 Cj 303
  • -Liberdade
  • São Paulo-São Paulo
Inovação e Companhia - 2021