Tag Archives: PL 2664/11

21.05.12 – ANAGEA na Semana de Meio Ambiente da UNISO

Momento da entrega do título de membro benemérito

No dia 21 de maio, segunda-feira, a ANAGEA juntamente com o Centro Acadêmico de Gestão Ambiental  promoveram a abertura oficial da Semana de Meio Ambiente 2012 da Universidade de Sorocaba – UNISO. Cerca de 200 estudantes de Gestão e Engenharia Ambiental compareceram ao evento, que contou com a presença de autoridades locais e também do Deputado Federal Arnaldo Jardim, com a palestra principal do dia com o tema “Economia Verde rumo a Rio + 20”.

Arnaldo Jardim é um dos relatores da Política Nacional de Resíduos Sólidos e autor, em parceria com a ANAGEA, do Projeto de Lei 2664/11, que Regulamenta a Profissão de Gestor Ambiental.
Logo no começo do evento, a ANAGEA concedeu uma homenagem ao deputado e também ao ex-deputado federal e ex-prefeito de Sorocaba, Renato Fauvel Amary, que vem dando seu apoio a Associação deste sua fundação, com a concessão do título de membro benemérito da ANAGEA. Após receber os efusivos agradecimentos, o deputado deu início a palestra falando da importância do profissional da área ambiental e os benefícios que trará ao Brasil a aprovação do projeto de lei que regulamenta o gestor ambiental. Falou também da  iniciativa da ANAGEA em criar o Abaixo Assinado para a regulamentação da profissão, que já conta com mais de 6 mil assinaturas. Disse ainda que é preciso o envolvimento de todos os interessados para que o projeto seja aprovado.
Abordou os paradoxos existentes entre obesidade e desnutrição, a importância da eficiência energética e economia verde e também a real possibilidade da Rio + 20 fortalecer  o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente – PNUMA, órgão da ONU.
A palestra contou com diversas informações relevantes sobre o Protocolo de Kyoto, a diferença brutal entre a renda per capta americana com a brasileira, e desta com outros países em desenvolvimento como China e Índia e a confirmação, até o momento, da presença de 116 chefes de estados na Rio + 20.
Fez referências interessantes sobre a importância do ano de 1968, que foi a consolidação dos Beatles no mundo, logo após o lançamento do incrível álbum Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band, que mudou pra sempre a história da música. Também o ano em que as mulheres foram as ruas exigindo seus direitos, época em que surge o movimento hippie e as primeiras manifestações do movimento ambiental.
O evento contou com a presença de comissões da ANAGEA de Rio Claro, de São Paulo e também do Acre, com a presença do professor de Geografia Física, Lúcio Flávio Zancanela, acompanhado dos alunos Abias Nascimento e Alder Jarede, que estudam na IFAC em Xapuri, onde nasceu Chico Mendes, cidade histórica da luta do movimento ambiental. Foram muito bem recepcionados pelos alunos da universidade e aplaudidos em suas apresentações.
Gostaríamos de agradecer a todos os envolvidos que possibilitaram o sucesso do evento: Nobel Freitas, professor e Coordenador do Curso de Gestão Ambiental da UNISO, ao pessoal do Centro Acadêmico de Gestão e Engenharia Ambiental e também do Diretório Central dos Estudantes – DCE da UNISO.

Confira mais fotos do evento em nossa página no Facebook.

Léo Urbini, Minoru Furuya (vice pres. ANAGEA), Renato Amary, Jair Vieira (pres. CATGA), Alexandre Robim (pres. ANAGEA), Arnaldo Jardim, Hugo D'Angelo (1º secretário ANAGEA), João Paulo (Dir. de Com. e Imp. ANAGEA) e Felipe Gonçalves (membro da ANAGEA)
Léo Urbini, Minoru Furuya (vice pres. ANAGEA), Renato Amary, Jair Vieira (pres. CATGA), Alexandre Robim (pres. ANAGEA), Arnaldo Jardim, Hugo D’Angelo (1º secretário ANAGEA), João Paulo (Dir. de Com. e Imp. ANAGEA) e Felipe Gonçalves (membro da ANAGEA)

 

Alunos de Gestão Ambiental Abias Nascimento, Alder Jarede e Prof. Lúcio Flávio Zancanela, da ANAGEA Acre, junto aos membros da ANAGEA Paulista Gérson Fernandes, Nobel Freitas e Felipe Gonçalves
Alunos de Gestão Ambiental Abias Nascimento, Alder Jarede e Prof. Lúcio Flávio Zancanela, da ANAGEA Acre, junto aos membros da ANAGEA Paulista Gérson Fernandes, Nobel Freitas e Felipe Gonçalves

Texto e fotos: João Paulo Rodrigues

09.09.2013 – ANAGEA participa da “Frente Parlamentar Ambiental” e reúne-se com deputado federal Arnaldo Jardim, relator do PL 2664/11

Gérson Eli Fernandes (Tesoureiro), João Paulo Rodrigues (Dir. Comunicação e Imprensa), Alexandre Robim (Presidente ANAGEA) e deputado federal Arnaldo Jardim (PPS/SP)
Gérson Eli Fernandes (Tesoureiro), João Paulo Rodrigues (Dir. Comunicação e Imprensa), Alexandre Robim (Presidente ANAGEA) e deputado federal Arnaldo Jardim (PPS/SP)

No dia 9 de setembro de 2013, o deputado federal Arnaldo Jardim (PPS/SP), participou da sessão da “Frente Parlamentar Ambiental”, em Sorocaba, interior de São Paulo. O projeto, de iniciativa do vereador Jessé Lourdes, do PV, também Gestor Ambiental e membro da ANAGEA, visa discutir e fomentar ações de mitigação de impactos ambientais nas cidades da região em questões relativas a mobilidade urbana, preservação de áreas verdes e educação ambiental.
Arnaldo Jardim é relator da Lei 12.305, de 2 de agosto de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, e também autor da projeto de lei 2664/11, que trata da regulamentação da profissão de Gestão Ambiental.
Mais de 30 Câmaras Municipais estiveram representadas no encontro, que contou com a presença de vereadores de toda a região e de pesquisadores das universidades Uniso, Unesp, UFSCar, PUC e Unip, que dão suporte técnico-científico a essa frente.

Arnaldo Jardim discorreu com muita propriedade sobre a PNRS, demonstrando os dados atuais relativos ao tema como a situação dos lixões e aterros sanitários no Brasil, da reciclagem de latas de alumínio e embalagens de agrotóxicos, do porque a Educação Ambiental, apesar de Lei, ainda não é rigidamente colocada em prática nas escolas e a política da logística reversa, onde o fabricante e revendedor dividem a responsabilidade do descarte adequado dos produtos juntamente ao consumidor.
Na ocasião tivemos a oportunidade de conversar com o deputado sobre o PL 2664/11, e os próximos passos que a ANAGEA pretende tomar para que o PL seja aprovado na comissão, assim como parabenizou a iniciativa do abaixo assinado que já conta com mais de 10 mil assinaturas e reinterou a importância da participação de todos os gestores ambientais do Brasil nesse processo de regulamentação.

23.04.2014 – Anagea reúne-se com relator do PL em Brasília e discute sobre a regularização da profissão

Na quarta-feira dia, 23 de abril, o presidente da ANAGEA Alexandre Robim acompanhado pelo diretor Gerson Eli Fernandes e o representante da ANAGEA no distrito federal,  Elmar Magalhães, reuniram-se com os deputados Arnaldo Jardim (PPS-SP) e Stepan Nercessian (PPS-RJ) para discutir e acompanhar a tramitação do PL 2664/11 na Câmara dos Deputados.

Presidente da ANAGEA Alexandre Robim, deputado federal Arnaldo Jardim e o representante da ANAGEA no Distrito Federal, Elmar Magalhães

Na ocasião também foi entregue aos deputados o abaixo-assinado com quase 14 mil assinaturas coletadas pela ANAGEA através da internet, com a participação dos Gestores Ambientais de todos os estados brasileiros.

O deputado Arnaldo Jardim reafirmou o apoio a causa em torno do projeto de lei, ressaltando sua importância para a garantia dos direitos dos GAs através da propositura, auxiliando a sua inserção ao mercado de trabalho, possibilitando uma melhor qualidade de vida a sociedade através do ambiente saudável e sustentável.

Também reforçou a necessidade de mobilização para as próximas etapas de tramitação do PL que deve ir em breve para votação na Comissão de Educação, tendo como relator o deputado Stepan Nercessian.

O deputado em questão mostrou-se sensível a causa e disposto a apoiar a aprovação do projeto de lei que, se necessárias, terá algumas modificações para aperfeiçoar a sua redação. A ANAGEA irá acompanhar a tramitação e atualizar os gestores sobre a novas movimentações dentro das comissões.

Momento da entrega do abaixo assinado ao deputado federal Stepan Nercessian, ladeado por Alexandre Robim, Elmar Magalhães e Gerson Eli

Além da Comissões de Educação, o PL deverá passar também pela  Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, Comissão de Meio Ambiente e Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal para posteriormente ser enviada para Sanção Presidencial.
Ou seja, caros amigos GAs, ainda temos um longo caminho a ser percorrido e por essa razão é que precisamos nos unir mais para ter o nosso sonho de ter nossa profissão regulamentada.
Nesse momento é muito importante que você divulgue a nossa luta entre gestores do seu estado e que enviem mensagens para os deputados dos seus estados sensibilizando-os a nossa causa.
Clique AQUI para ver a lista com os emails dos deputados de seu estado e envie um email solicitando apoio ao PL!

A ANAGEA agradece todo o apoio que vem recebendo dos seus associados que ajudam através de suas contribuições tornando possível ir em frente nessa luta.
Agradecemos também o deputado Arnaldo Jardim pela coragem e empenho e ao atual relator, deputado Stepan Nercessian, que mostrou-se um importante aliado nesta luta em prol da regulamentação dos Gestores Ambientais.
Avante!

09.05.2014 – Reunião com deputado em Brasília

Elmar Magalhães, Izalci Lucas e Elisângela Paula
Elmar Magalhães, Izalci Lucas e Elisângela Paula

O representante da ANAGEA em Brasília, Elmar Magalhães, esteve reunido com o deputado federal, Izalci Lucas (PSDB), na 6ª feira, 9 de maio de 2014, no gabinete do deputado na capital do país. Acompanhado da Gestora Ambiental Elisângela Paula, entregou um histórico da ANAGEA juntamente com o projeto de lei, que pede a regulamentação da profissão, passando por assuntos como a representação da Associação no Distrito Federal, a importância do gestor ambiental para a sociedade e o meio ambiente, assim como as dificuldades em relação ao mercado de trabalho e concursos públicos.

O deputado mostrou-se solidário à luta e demonstrou interesse de votar de forma favorável ao projeto. Acrescentou o dado de que há vários projetos de lei tramitando solicitando regulamentação de profissões, e que, segundo ele, não haveria essa necessidade se o MEC, ao credenciar uma instituição a dar um curso, já o regulamentasse.
Pontuou também as divergências entre classes profissionais e que não pode continuar sendo fragmentadas as competências curriculares dessas classes para outras. Ainda segundo ele, irá se reunir com o atual relator do PL, o deputado Stepan Nercessian, e o autor do PL, deputado Arnaldo Jardim, para conhecer melhor as intenções do autor e relator sobre o mesmo.

É muito importante que os Gestores Ambientais se manifestem através da lista de e-mail dos deputados da Comissão de Educação, onde o projeto tramita atualmente, e enviar pedido de apoio para o parecer favorável a aprovação.

Clique AQUI para ver a lista com os emails dos deputados de seu estado e envie um email solicitando apoio ao PL!

Isso mostra um diferencial muito importante para a classe.